Após ser barrado para Itaipu, ex-governador do Paraná Requião critica PT e expõe crise do partido – Notícias

[ad_1]


Após ficar sem a presidência da Itaipu Binacional e de fora do governo federal, o ex-governador do Paraná e ex-senador Roberto Requião criticou em uma rede social o PT, partido a que é filiado desde março de 2022. A postagem foi feita nesta sexta-feira (27), após a confirmação de Enio Verri para o cargo na empresa de energia. 



“Entrei no PT para apoiar o Lula e suas teses e para derrubar o Bolsonaro. Hoje me dizem que o PT já tinha Enio Verri e Paulo Bernardo, não precisava de mim e do Samek! Então foi um erro meu?”, escreveu, seguido de uma enquete com as opções “erro”http://noticias.r7.com/politica/,”acerto”http://noticias.r7.com/politica/,”Enio e Paulo” e “ilusão sua!”.



O deputado estadual pelo Paraná Requião Filho também reclamou na mesma rede social. “[…] o PT é um partido como qualquer outro cheio de interesses pequenos e imediatos. Essa é a realidade que nós ignoramos: dentro do PT não é diferente dos demais partidos”, postou.



As críticas públicas expõem desgastes internos no partido por causa da montagem do governo. “Dizem que tenho razão no que eu coloquei nas redes mas que ‘roupa suja se lava em casa’… Tudo que eu faço na política eu faço às claras. Nada de fazer escondido! Partido tem que ser discutido com a opinião pública. Transparência sempre! Acostumem-se com o jogo aberto”, afirmou Requião Filho. 



[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *