Audiência acaba em pancadaria na Câmara de Taboão da Serra


Uma audiência pública na Câmara Municipal de Taboão da Serra, na Região Metropolitana de São Paulo foi encerrada na noite de quinta-feira 28, depois de uma confusão generalizada e pancadaria.

Centenas de pessoas participavam da sessão, que teve a presença de deputados, vereadores e moradores da cidade.

A audiência, que foi um evento da Assembleia Legislativa (Alesp), começou às 18 horas. O objetivo da sessão era ouvir a população e receber sugestões de investimentos estaduais para o próximo ano, o que não aconteceu.

A briga começou ainda dentro do plenário e seguiu até a parte de fora da Casa. Guardas municipais foram acionados e não conseguiram conter a confusão.

Disputa

De acordo com relatos de testemunhas, as agressões começaram por causa da disputa de apoios nas eleições municipais de 2024.

Apoiadores do prefeito Aprígio (Podemos) e do ex-prefeito Fernando Fernandes (PSDB), marido da deputada Analice. Os grupos dos políticos são rivais no município.

Os deputados Eduardo Nóbrega e Analice Fernandes foram interrompidos em seus discursos.

O presidente da Comissão, Gilmaci Santos (Republicanos) pediu várias vezes aos militantes respeitarem os ocupantes da tribuna, sem sucesso.

Camara Taboao da Serra confusao pancadaria
Prefeito José Aprígio da Silva teria sido agredido e registrou boletim de ocorrência | Foto: Reprodução/ YouTube

Os deputados Eduardo Nóbrega e Analice Fernandes foram interrompidos em seus discursos. O presidente da Comissão, Gilmaci Santos (Republicanos) pediu várias vezes aos militantes respeitarem os ocupantes da tribuna, sem sucesso.

Quando a situação pareceu sair do controle, Santos decidiu encerrar a sessão.

O que diz a Prefeitura de Taboão

Em nota, a Prefeitura de Taboão da Serra informou que servidores da Alesp, que prestam serviços ao casal Fernandes, “protagonizaram uma série de atos agressivos e violentos, ameaçaram o prefeito e o secretário de Governo, Mário de Freitas, de morte”.

Aprígio e Freitas registraram boletins de ocorrência. no 1º DP de Taboão da Serra.

De acordo com a gestão municipal, o prefeito José Aprígio da Silva, também foi agredido pela própria deputada Analice Fernandes.

“O prefeito Aprígio e seu secretariado manifestam compromisso e apoio com a democracia, a liberdade de expressão de seus munícipes e expressam veemente repúdio a todos os atos ocorridos e à depredação das instalações da Câmara Municipal”, disse a Prefeitura em nota.

Casal Fernandes

A assessoria de imprensa da deputada Analice Fernandes rebateu a versão da Prefeitura de Taboão.

“O prefeito levou uma claque para fazer ataques gratuitos à deputada e seu marido, desrespeitando quem compareceu à audiência para discutir as necessidades da cidade”, informou.

“A deputada fez um discurso cordial, em que inclusive cumprimentou o prefeito, mas foi hostilizada e interrompida o tempo todo.”

A assessoria também informou que irá registrar um boletim de ocorrência nesta sexta-feira 29.

Investigação

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) afirmou que “a Polícia Civil investiga um caso de lesão corporal contra três pessoas, de 43, 59 e 61 anos, ocorrido na noite de quinta-feira, no bairro Jardim Henriqueta”.





Source link