Aurora Coop assume a operação da fábrica de suínos da Unium


Em razão de cláusula de confidencialidade pactuada entre as partes, o valor da negociação não foi informado

A Aurora Coop assumiu nesta segunda-feira (16) a operação da planta industrial de suínos que pertencia à Unium, formada pelas cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal, localizada no município de Castro (PR). O comunicado foi feito pelo presidente Neivor Canton e pelo vice-presidente Marcos Antonio Zordan. Com a transação passam para a propriedade da Aurora Coop as marcas Alegra, Alegra Black Pork e Alegra Porco & Brasa. O departamento comercial da cooperativa de Chapecó (SC) já está fazendo o atendimento dos clientes dessas marcas.

Em junho a Aurora Coop havia firmado acordo de intercooperação para a aquisição da unidade industrial de carnes da Unium (Alegra), cuja operação era realizada em conjunto pelas três cooperativas paranaenses. Em setembro a negociação foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) permitindo que, agora, a Aurora Coop assumisse efetivamente o controle operacional da indústria de processamento de carne suína. Em razão de cláusula de confidencialidade pactuada entre as partes, o valor da negociação não foi informado.

“A negociação ocorre no âmbito da intercooperação e é vantajosa para todo o sistema cooperativista, pois preserva os empregos, assegura a manutenção da atividade pecuária e projeta um horizonte de crescimento para os produtores,” comemoram os dirigentes da Aurora Coop, por meio de comunicado. Desde setembro as cooperativas paranaenses Frísia, Castrolanda e Capal passam a integrar o quadro de associadas da Aurora Coop que, na condição de Cooperativa Central, conta agora com 14 cooperativas singulares agropecuárias filiadas.

A unidade de abate e processamento de suínos de Castro foi inaugurada em 2015 e tem área total construída de 40 mil metros quadrados. A capacidade de abate da planta industrial é de 3.500 suínos por dia. A indústria emprega diretamente 1.736 trabalhadores, os quais serão em sua maioria transferidos para a nova proprietária. A planta está habilitada para exportação aos mercados da África do Sul, Argentina, Hong Kong, Líbano, Paraguai, Singapura, Ucrânia, Uruguai e Vietnã. Com a nova unidade incorporada a sua base agroindustrial, a Aurora Coop aumenta em 12% sua capacidade de abate e processamento de suínos que sobe para 32 mil cabeças por dia.



Source link