BNDES Febraban
Adesão à Febraban era um pleito do novo presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, mas sem disputar mercado com os outros bancos.| Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

A diretoria da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) aprovou nesta quinta (16) a adesão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) à entidade. A decisão saiu após uma reunião realizada pela manhã e era um pleito do novo presidente da instituição, Aloizio Mercadante.

Segundo a Febraban, o banco estatal de fomento
poderá “participar das instâncias consultivas e deliberativas da entidade”.

“O BNDES, como agência de fomento mais importante do país e instituição financeira com características próprias, sem paralelo no sistema bancário brasileiro, formalizou o pedido de ingresso, que será referendado pela governança da Febraban”, disse Issac Sidney, presidente da federação, em nota. (veja na íntegra)

O desejo de aderir ao à Febraban foi citado por Mercadante durante o discurso de posse no cargo, no começo do mês. Na ocasião, ele mencionou a intenção, mas ressaltou que não “disputando mercado com o sistema financeiro privado. Precisamos de parcerias e o BNDES pode contribuir para reduzir risco, abrir novos mercados, alongar prazos e elaborar bons projetos para os investimentos”.