Brasil pode ter 13 milhões de doses de vacina contra covid descartadas no inicio de 2023


A equipe de transição da área da saúde recebeu no último fim de semana informações que indicam uma quantidade de 13 milhões de doses de vacina contra covid-19 que devem ser descartadas pelo governo federal em razão do vencimento do prazo de validade, maior parte desses imunizantes vencem no início de 2023. O jornal valor econômico publicou na última sexta-feira que havia uma estimativa de que o prejuízo com prováveis perdas de vacinas poderia totalizar R$2 bilhões, o que preocupou muito a equipe com esse prejuízo.

O governo eleito receia que essa falta de planejamento do Ministério da Saúde com o vencimento das vacinas, prejudique também os planos de iniciar uma grande campanha de vacinação logo no inicio do governo Lula, em janeiro 2023. Integrantes da equipe técnica da saúde se reuniram com o presidente do Tribunal de contas da União(TCU), Bruno Dantas, e o corpo técnico do TCU está tendo dificuldade para acessar os dados do ministério da saúde, que tem alegado sigilo total dessas informações.


Vencimento de Vacinas prejudica campanha de vacinação. (Foto: Reprodução/Prefeitura de São Paulo)


O Ministério da saúde ainda não quis se manifestar sobre o assunto, e o jornal valor econômico procurou eles para obter mais informações sobre o caso mas não tiveram respostas.

De acordo com a publicação do valor econômico, essa estimativa foi feita com base no cruzamento de dados parciais obtidos junto à Pasta, e os membros do grupo técnico se reuniram na tarde da última sexta-feira(25), em uma entrevista coletiva com representantes do ministério da saúde, os ex ministros Humberto Costa, José Gomes Temporão e Arthur Chioro na tentativa de obter novos dados sobre o caso e assim poder divulgar, mas eles não informaram o valor estimativo do possível prejuízo e a quantidade total de vacina que irá vencer.

Em vários postos de vacinação de diversas cidades já tiveram que realizar descartes de vacinas diariamente por conta da validade, no Rio para evitar desperdícios a prefeitura pede que moradores com a vacinação em atraso procurem um posto de saúde. Em março, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a ampliação do prazo de validade da vacina da AstraZeneca contra a Covid produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A validade passou de seis para nove meses.

 

Foto Destaque: Vacinas covid-19. Reprodução/Blog do Mário Adolfo





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *