BRDE alcança marca histórica de R$ 5 bilhões em contratações

[ad_1]

Este é o maior montante já registrado desde a fundação do BRDE há 62 anos

Com novo recorde no volume de contratações, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) comemora a marca histórica de R$ 5,1 bilhões em financiamentos operacionalizados nos três estados do Sul em 2023. Este é o maior montante já registrado desde a fundação do banco há 62 anos. Até o momento, o crescimento é de 21% no volume de crédito comparado ao ano passado, quando o banco registrou R$ 4,2 bilhões em operações. Do total operacionalizado este ano, o BRDE efetivou R$ 2,3 bilhões para o agronegócio, incluindo as cooperativas de produção, produtores rurais de todos os portes e empresas do segmento. Para projetos na área de geração de energia limpa, foram aproximadamente R$ 850 milhões para investimentos em diferentes fontes de energia renováveis. Para o setor de comércio e serviços, o valor em financiamentos chegou a R$ 1,4 bilhão – o maior já registrado pelo BRDE. O crédito para investimento no setor de infraestrutura chegou a R$ 1 bilhão nos estados do Sul do país.

“Vivemos o momento de um novo BRDE, ainda mais próximo da necessidade do mercado e das pessoas, com diálogo aberto com a sociedade e como protagonista em diversas ações de apoio às políticas públicas dos estados do Sul. Vale destacar que esse desempenho é bastante expressivo quando verificamos o volume contratado nos últimos anos. Ao mesmo tempo em que tivemos um período com uma restrição na disponibilidade de recursos, o BRDE buscou uma constante elevação no crédito concedido a partir da diversificação de fontes de recursos com parceiros nacionais e internacionais”, ressalta o presidente do BRDE, João Paulo Kleinübing.

Na avaliação do vice-presidente e diretor de operações, Ranolfo Vieira Júnior, os resultados históricos já alcançados neste ano indicam o quanto o BRDE está sintonizado com os projetos estratégicos ao fortalecimento da economia na região Sul. “Mesmo passando por um momento ainda de muitos desafios, o crescimento no volume de investimentos representa confiança no potencial da região Sul, com novos empreendimentos cada vez mais sustentáveis e inovadores. Mas acima de tudo, o importante que sinalizada para um futuro com mais desenvolvimento e novas oportunidades de renda e empregos”, comemora Ranolfo.

Em 2023, o BRDE ampliou a captação de recursos por meio de fontes externas. Até o momento, o banco alcançou o recorde de contratações de R$ 1,2 bilhão, realizadas a partir de recursos captados junto a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), Banco Europeu de Investimentos (BEI), Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Banco Mundial (BIRD). Essas fontes corresponderam a 24,2% no total de financiamentos concedidos. O BRDE também consolidou-se como o principal repassador de recursos aos projetos inovadores da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). Até o momento, foram apoiados 184 projetos num valor total de R$ 644 milhões. Esta foi a segunda maior fonte de recursos utilizada em 2023, com 12,8%.

Em 2023, além dos números recordes, o BRDE avançou em compromissos com o desenvolvimento e práticas sustentáveis. A instituição se tornou o primeiro banco a integrar a Coalizão LIFE de Negócios e Biodiversidade, iniciativa formada por empresas protagonistas da transformação dos modelos de negócio, que reconhecem a biodiversidade como parte fundamental da agenda ESG Global (Governança ambiental, social e corporativa). A adesão do banco nas práticas LIFE, permite que o BRDE as incorpore aos seus modelos de negócios, avalie as operações e programas do Banco, que otimizem tomada de decisões em investimentos que efetivamente contribuam para a conservação da biodiversidade. “O Banco Verde é a iniciativa do BRDE com a sustentabilidade econômica e social”, ressaltou o diretor financeiro, Wilson Bley Lipski. “Avançamos no alinhamento de financiamentos com aderência aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (cerca de 80%), realizamos parcerias com instituições que incrementam nossas ações de sustentabilidade, por meio de métricas, estudos e pesquisar e nos tornamos um banco atual com as necessidades exigidas tanto no mercado quanto na sociedade”, concluiu.

[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *