BRDE tem avanço positivo em classificação de risco

[ad_1]

Atuando nos três estados do Sul e também no Mato Grosso do Sul, o BRDE contabiliza atualmente mais de 36 mil clientes ativos

A agência de classificação de risco de crédito do mercado Moody´s elevou a classificação de emissor do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) para A+.br de A.br, com perspectiva positiva. O principal fator que definiu a revisão para melhor do grau de risco se refere a um avanço gradual da estrutura de captação e do acesso do BRDE a recursos junto aos bancos internacionais. A avaliação da agência coloca o BRDE à frente de outros bancos de fomento do país.

No comunicado que emitiu ao mercado, a Moody´s reconheceu os avanços da política de diversificação de fundings adotada nos últimos anos, reduzindo sua dependência de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “A captação via repasses do BNDES e Finame, que em 2017 era de 97% do total do estoque de captações, encerrou o primeiro semestre de 2023 em 78%. O BRDE ampliou as captações no exterior com agências multilaterais, tendência esta que deve se acentuar no futuro, dado que o BNDES já representa menos de 50% dos desembolsos em 2023”, destaca o relatório.

Em seu comunicado, a Moody´s reforça a “atuação relevante do BRDE no setor do agronegócio”, resultando em uma carteira de crédito rural que representa cerca de metade do total de financiamentos. O documento enfatiza também que o “portfólio se divide em infraestrutura, indústria, varejo, turismo, construção civil, entre outros”. Atuando nos três estados do Sul e também no Mato Grosso do Sul, o BRDE contabiliza atualmente mais de 36 mil clientes ativos. Do total das operações realizadas do primeiro semestre deste ano, os fundings internacionais já responderam por mais de 23% do total, com um volume de R$ 501 milhões. Atualmente, a partir das captações já realizadas com os bancos estrangeiros, o BRDE dispõe de R$ 2 bilhões para novos investimentos na região Sul.

A avaliação destaca também os baixos índices de inadimplência (de 0,6% da carteira de crédito que estavam cobertos pelas reservas de provisão para devedores duvidosos em 297% em junho de 2023), bem como a marca de R$ 16,4 bilhões alcançada em junho deste ano em sua carteira de crédito – o que representa crescimento de 13% em relação ao mesmo período do ano anterior. O relatório menciona ainda que a avaliação positiva do BRDE “incorpora também um elevado nível de suporte de seus controladores (estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul), devido ao seu papel estratégico no desenvolvimento da região Sul”.

[ad_2]

Source link

One thought on “BRDE tem avanço positivo em classificação de risco

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *