Covid-19: taxa de transmissão diminui no DF, mas número de casos continua subindo – Notícias

[ad_1]


Em uma semana, o Distrito Federal registrou 2.654 novos casos de Covid-19, um aumento de 34,8%, mas a taxa de transmissão diminuiu de 1,41 para 1,2. Esse número significa que 100 pessoas contaminadas transmitem a infecção para outras 120. Desde o início da pandemia, 11.972 pessoas morreram da doença no DF, sendo que três foram neste ano.



A maioria dos casos de Covid-19 foi em mulheres, mas o número de mortes foi maior em homens. As faixas etárias que mais contraíram a doença são de 30 a 39 e 40 a 49 anos. Havia algum tipo de comorbidade em 85% das mortes – 10.184 pessoas. As cardiopatias foram as mais presentes.


Uma em cada cinco pessoas do DF não completou o esquema vacinal primário (duas doses) contra a Covid-19. O percentual é de 20,9%, segundo a Secretaria de Saúde. Pelas novas recomendações do Ministério da Saúde, desde janeiro o esquema completo válido contra a doença é o das duas primeiras doses: D1 e D2.


Até dezembro de 2023, 1,9 milhão de pessoas tomaram as duas doses ou a dose única. A faixa etária menos imunizada é a de crianças de 6 meses a 2 anos, com 12,8% com cobertura completa. Entre as crianças de 3 e 4 anos, 20% tomaram as duas doses. O percentual de crianças imunizadas entre 5 e 11 anos foi de 57,6%.


Já quando se trata de doses de reforço, a cobertura vacinal do DF cai para 51,6%.


Dados de janeiro apontam que 425.945 pessoas não tomaram nenhuma dose disponibilizada, o que representa 14,2% da população elegível. O levantamento aponta que a faixa etária menos vacinada é a de crianças de 5 a 11 anos (25,5% não estão imunizadas). Entre os adultos, um em cada cinco tem entre 40 e 49 anos e não tomou nenhuma dose da vacina.

[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *