Depois de morte na Papuda, Moraes manda soltar quatro réus pelos atos do 8 de Janeiro – Notícias

[ad_1]


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes mandou soltar quatro réus pelos atos extremistas do 8 de Janeiro. Jaime Junkes, Tiago dos Santos Ferreira, Wellington Luiz Firmino e Jairo de Oliveira Costa receberão liberdade provisória. Todos os quatro tiveram pareceres favoráveis da Procuradoria-Geral da República (PGR) pela revogação das prisões preventivas.



Os réus estão proibidos de se ausentar das comarcas onde moram, terão que ficar em casa no período noturno e nos fins de semana, além de ficar 24 horas por dia com tornozeleira eletrônica. Além disso, precisam entregar os passaportes e terão suspensos documentos de porte de arma de fogo.


Nesta semana, Cleriston Pereira da Cunha, um dos presos provisórios em razão dos atos extremistas do 8 de Janeiro, morreu, vítima de mal súbito, na Penitenciária da Papuda, no Distrito Federal.


• Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

• Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

• Compartilhe esta notícia pelo Telegram

• Assine a newsletter R7 em Ponto


O R7 teve acesso a um parecer da PGR do dia 1º de setembro que recomendava a liberdade provisória ao réu por ter adquirido comorbidades após contrair Covid-19. Entretanto, não houve decisão a tempo.


O ministro Alexandre de Moraes requisitou informações detalhadas da morte de Cleriston, além de cópia do prontuário e relatório médico dos atendimentos recebidos pelo interno durante a custódia.

[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *