Faturamento da indústria da transformação avançou 0,6% em agosto


A utilização da capacidade instalada avançou 0,1 ponto percentual em agosto e atingiu 78,5% de ocupação do parque industrial

Quatro dos seis indicadores da indústria avaliados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) avançaram em agosto em relação a julho: faturamento real, massa salarial real, rendimento médio real e utilização da capacidade instalada. Embora a maioria dos índices tenha avançado em agosto, a pesquisa Indicadores Industriais mostra que a as altas não têm sido suficientes para recompor as quedas dos meses anteriores. O faturamento real da indústria da transformação avançou 0,6% em agosto, na comparação com julho.

De acordo com o gerente de análise econômica da CNI, Marcelo Azevedo, o indicador segue em trajetória de queda desse o início do ano, quando começou a intercalar resultados negativos e positivos e quedas mais fortes do que as altas. Na comparação com agosto de 2022, o indicador está 2,5% menor. O rendimento médio real da indústria avançou 0,8% em agosto de 2023 em relação ao mês anterior. Na comparação com agosto de 2022, o crescimento é de 1,3%. E a massa salarial real aumentou 0,9% em agosto de 2023 ante julho. O crescimento não reverte completamente o recuo registrado em julho, mesmo assim a série permanece em patamar elevado. Na comparação com agosto de 2022, houve crescimento de 1,7%.

A utilização da capacidade instalada avançou 0,1 ponto percentual em agosto e atingiu 78,5% de ocupação do parque industrial. Esse percentual é 2,5 pontos percentuais menor do que o registrado no mesmo mês de 2022. “O recuo é consequência da queda ao longo do primeiro semestre. Nos últimos dois meses, a UCI alternou pequenas variações, após manter-se em clara trajetória de queda durante todo o primeiro semestre”, afirma Azevedo.



Source link