tabela imposto de renda
Segundo Haddad, orojetos para corrigir tabela do Imposto de Renda e de renegociação de dívidas devem ser apresentados até a próxima semana| Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta segunda (13) que concluiu os projetos de lei de correção parcial da tabela do Imposto de Renda e o que cria o programa Desenrola, voltado à renegociação de pequenas dívidas. De acordo com ele, as propostas já estão na mesa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que deve apresentá-los entre esta semana e a próxima.

Os detalhes dos novos projetos não foram divulgados, mas vão atingir principalmente trabalhadores que ganham de um a dois salários mínimos. A correção da tabela do Imposto de Renda atualmente tem uma isenção para quem ganha até R$ 1.903,38, e pode passar para “um salário mínimo e meio ou dois”, segundo disse a ministra do Planejamento, Simone Tebet, recentemente.

A correção foi uma das principais propostas de Lula
durante a campanha eleitoral, em que ele prometeu aumentar a isenção para até
R$ 5 mil, o que a ministra disse que, se ocorrer, será implementada
gradativamente.

Já a renegociação de dívidas ocorrerá através do programa Desenrola, que terá como foco pessoas que ganham até dois salários mínimos. A expectativa é de atender cerca de 40 milhões de pessoas.

Haddad terá uma reunião com o presidente Lula nesta terça (14), às 10h, para discutir projetos do ministério.