Fortalecer o quadril pode melhorar mobilidade de pessoas com amputação abaixo do joelho – Notícias



Cientistas da Universidade de Birmingham e do Imperial College London descobriram que realizar exercícios para o fortalecimento dos músculos do quadril pode ser a chave para melhorar a mobilidade de pessoas com amputação abaixo do joelho. 


Segundo estudos recentes, apenas 5% dos indivíduos com prótese nessa região utilizam a peça por um tempo considerável – mais da metade do dia. Esse período, no entanto, não é suficiente e leva à perda de massa muscular no restante da perna.


Os músculos extensores (logo acima do joelho), estão entre os que mais sofrem risco de atrofia, em razão da inclinação natural do corpo para proteger o tecido mole ao redor do local da amputação.


“Mesmo com uma prótese, haverá mobilidade reduzida no membro amputado. As pessoas também usarão mais o membro sadio e tentarão proteger o tecido mole no local da amputação. Todos esses fatores se combinam para reduzir o volume muscular no membro amputado. Além disso, colocar carga adicional no membro intacto pode levar a outros problemas, como osteoartrite”, disse o líder da pesquisa, Ziyun Ding, da Universidade de Birmingham, em comunicado.



Em busca de uma solução para isso, os cientistas identificaram que há músculos ao redor dos quadris, chamados abdutores do quadril, que podem ser fortalecidos para compensar a fraqueza nos músculos extensores do joelho.


Para testar essa hipótese, eles reuniram oito militares que tiveram um membro inferior amputado, após serem feridos em combate, e observaram o desempenho de cada um em três atividades essenciais para uma vida independente: caminhar, levantar de uma cadeira e subir escadas.


Os voluntários tinham, no mínimo,12 meses de pós-operatório e prótese há, pelo menos, seis meses.


Com o auxílio de medições de ressonância magnética de alta resolução, para captar imagens da mudança do volume muscular no membro amputado, e modelagem computacional para entender a carga interna, como força muscular e contato osso a osso, os pesquisadores concluíram que os músculos abdutores do quadril podem melhorar a mobilidade funcional.


A região pode ser fortalecida por meio de exercícios direcionados ou de estimulação elétrica, com técnicas semelhantes às empregadas em pacientes com AVC (acidente vascular cerebral).


“É inevitável que as pessoas amputadas tentem proteger essas áreas de tecidos moles, mas o músculo abdutor do quadril, um dos principais músculos da perna, não faz parte da interface do joelho. Ao fortalecer essa musculatura, a perna vai funcionar melhor, sem sobrecarregar o músculo extensor do joelho”, finaliza Ding


Pessoas que comem ao menos cinco ovos por semana são mais saudáveis




Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *