Haddad Campos Neto
Expectativa era de que encontro de Haddad com Campos Neto teria discussão sobre a mudança da meta de inflação.| Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse na manhã desta sexta (17) que a reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN) desta quinta (16) serviu para “alinhar a política fiscal com a política monetária”. A declaração foi dada logo após o encontro que teve pela manhã com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e os ministros do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, e da Casa Civil, Rui Costa.

O ministro não comentou se a mudança das metas de inflação foi discutida com Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, durante a reunião do CMN. Haddad apenas se limitou a dizer que “[foi] a primeira boa aproximação com a presença da Simone [Tebet]. Tivemos um longo papo de duas horas”, relata o Valor Econômico.

Um comunicado do Banco Central afirma que foram discutidos temas como aprovação do balanço da instituição, o funcionamento de cooperativas de crédito e a regulamentação referente a atos normativos de bancos comerciais e múltiplos, entre outros. (veja na íntegra)

Já a reunião com Lula e os ministros serviu para acertar os detalhes para o lançamento do novo Bolsa Família na próxima semana, em que o presidente vai confirmar o valor de R$ 600 e mais R$ 150 adicionais mensais por criança de até 6 anos de idade.

Segundo o ministro, “todos os compromissos de campanha” estão mantidos, se referindo ao orçamento do programa, reporta o Estadão.