homem branco e hetero é visto como ‘carrasco’ no Brasil


O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), disse nesta terça, 30, em Belo Horizonte, que homem branco, heterossexual e bem-sucedido no Brasil é rotulado de “carrasco”.

Leia mais: “Criticado por bolsonaristas, Zema acena à direita”

Zema fez a declaração, segundo a Folha de S. Paulo, durante lançamento de programa do governo para atendimento a mulheres que possam ser vítimas de violência e assédio sexual durante o Carnaval de 2024.

O governador citava o período em que comandava as empresas da família e a diversidade do quadro de funcionários do grupo.

“Tem negros, tem LGBT trabalhando e respeitados”, afirmou o governador de Minas. “É muito perigoso rotular. No Brasil a coisa mais comum que acontece é rotular. Se alguém é homem, é branco, é heterossexual e é bem-sucedido, pronto, rotulado de carrasco.”

Zema ainda acrescentou.

“Parece que não pode ser humano. Mas pode sim. Dá para ser humano. Qualquer rótulo é perigoso. Tem político honesto e desonesto, tem empresário honesto e desonesto.”

Leia mais: “Zema quer ‘protagonismo político’ para o Sul e Sudeste”

Zema foi reeleito em 2022 e, diz a Folha, em seus dois mandatos se tornou um colecionador de gafes, frases, discursos e citações polêmicas.

Uma delas ocorreu, segundo o jornal, em julho de 2023, quando ele publicou nas redes sociais declaração atribuída ao ditador italiano Benito Mussolini sobre liberdade. “Fomos os primeiros a afirmar que, quanto mais complexa se torna a civilização, mais se deve restringir a liberdade do indivíduo.”

Depois da repercussão nas redes sociais, Zema explicou em nota que defende “liberdades individuais, incluindo o direito de ir e vir e o acesso à propriedade privada e às eleições livres, condições possibilitadas apenas pela democracia”.

Críticas do Nordeste

Romeu Zema
Zema foi criticado por senador do PT por causa de fala | Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG

Em junho de 2023, durante encontro de governadores das regiões Sul e Sudeste, o governador de Minas Gerais disse que nestes Estados havia mais gente trabalhando do que recebendo auxílio emergencial.

+ Leia mais notícias de Política em Oeste

A fala logo gerou reação em outros Estados. “Respeite o Nordeste!! O governador Romeu Zema fez declarações xenofóbicas atacando o Norte, o Nordeste e o Centro-Oeste do Brasil”, escreveu em rede social Humberto Costa (PT), senador de Pernambuco. “Frases essas que me recuso a republicar e que só atestam o seu preconceito, despreparo e irresponsabilidade.”

Antes disso, em março, durante entrevista a uma rádio de Divinópolis, região centro-oeste do Estado, ele cometeu uma gafe cultural, de acordo com o jornal. Ao receber como presente da empresa um livro da poeta Adélia Prado, que é da cidade, perguntou se a escritora trabalhava na rádio.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *