Israel rebate afirmação do presidente da Turquia sobre Hamas ser ‘grupo de libertação’ – Notícias



O porta-voz do Ministério das Relações Internacionais de Israel, Lior Haiat, rechaçou a fala do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, sobre o grupo terrorista Hamas.


Mais cedo, o presidente turco havia dito: “O Hamas não é uma organização terrorista, é um grupo de libertação […] que trava uma batalha para proteger as suas terras e o seu povo”.


Em uma rede social, Haiat escreveu que “Israel rejeita de todo o coração as duras palavras do presidente turco sobre a organização terrorista Hamas”.


“O Hamas é uma organização terrorista desprezível, pior que o Estado Islâmico, que assassina brutal e intencionalmente bebês, crianças, mulheres e idosos, faz civis como reféns e usa o seu próprio povo como escudo humanos. […] Mesmo a tentativa do presidente turco de defender a organização terrorista e as suas palavras incitantes não mudarão os horrores que o mundo inteiro viu e o fato inequívoco: Hamas = Estado Islâmico”, completou o porta-voz.


O Hamas é classificado de organização terrorista por Israel, Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Japão, Austrália, Paraguai e pela União Europeia.


A Turquia é um dos países onde vivem líderes políticos do Hamas, assim como o Catar. Em 2020, uma investigação nos Estados Unidos descobriu que o banco turco Kuveyt Turk, sediado em Istambul, manteve conscientemente contas bancárias ligadas ao financiamento do grupo terrorista. 


Erdogan também cancelou os planos de visitar Israel. A viagem fazia parte de planos do governo dele para estreitar relações com o Estado judeu. Ele acusou o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu de ter abusado de sua boa vontade. 


Morteiros, granadas e lança-foguetes: Israel mostra ao mundo armas recuperadas do Hamas




Source link