Jato 737 de combate a incêndio cai na Austrália, e pilotos sobrevivem – Notícias



Um Boeing 737 tanque a serviço do governo da Austrália, operado pela Coulson Aviation, caiu enquanto tentava apagar chamas do Parque Nacional do Rio Fitzgerald na última segunda-feira (6). Os pilotos, milagrosamente, sobreviveram e estão bem de saúde após o acidente, a cerca de 460 km de distância de Perth.


Únicos a bordo, os dois comandantes foram resgatados do local do acidente por helicóptero e transportados de avião para o hospital local em Ravensthorpe. Ambos sofreram apenas ferimentos leves, de acordo com o ABC News, da Austrália.


O acidente com a aeronave, que fazia transporte de passageiros e foi convertida para combater incêndios, ocorreu por volta das 16h40 no horário local, pouco depois da decolagem do aeroporto de Busselton, às 15h25.



Segundo investigações preliminares, o avião fez um “pouso horizontal”, o que pode ter colaborado para a sobrevivência dos dois. O chefe do Escritório de Segurança em Transporte Aéreo da Austrália, Angus Mitchell, disse que o fato de o toque no solo não ter sido na vertical foi decisivo.


“Quando um avião grande atinge o solo longe de um aeroporto, geralmente, é uma catástrofe”, disse Mitchell ao jornal australiano.


As chamas estão sob observação e aumentaram no local, o que configura uma ameaça ao ecossistema da região. O incêndio triplicou de tamanho desde que começou, na última segunda-feira (6).


Investigação do acidente


Em nota, o Escritório de Segurança em Transporte da Austrália (ATSB, na sigla em inglês) informou que iniciou uma apuração sobre o acidente no Parque Nacional do Rio Fitzgerald, ao sul de Ravensthorpe, na tarde de segunda-feira.


“O ATSB está reunindo uma equipe de investigadores de segurança de transporte de seus escritórios de Perth e Camberra com experiência em operações e manutenção de aeronaves, fatores humanos e recuperação de dados para conduzir a fase de coleta de evidências da investigação”, disse em comunicado.


A entidade confirmou que os comandantes serão ouvidos: “Inicialmente, os investigadores procurarão entrevistar os pilotos e testemunhas para entender as circunstâncias do acidente e determinar a acessibilidade do local do acidente com o objetivo de realizar um exame in loco dos destroços da aeronave”.


“O escopo da investigação e seu cronograma serão determinados à medida que o ATSB for construindo seu entendimento sobre a natureza do acidente”, encerrou.


Assista, em inglês, às imagens do que restou da aeronave:




Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *