Ministério da Saúde instrui moradores do Amazonas a dar vacina da Poliomielite para crianças


Um caso de poliomielite em uma criança indígena no distrito de Manseriche no Peru deixou o ministério da saúde do Brasil em alerta. A doença que no país está erradicada desde 1989 corre risco de reaparecer e o motivo é a baixa cobertura vacinal contra a Poliomielite. Somente com a cobertura vacinal em torno de 95% é possível manter o país livre da doença.

O caso registrado no Peru aconteceu no fim do ano de 2022, e foi causado após confirmação científica por uma mudança no vírus, presente nas vacinas contra a doença. Casos também foram relatados em Burundi, na África, e também estão relacionados a uma derivação dos tipos de vírus presentes nos imunizantes.

O Brasil possui desde o ano de 1994 o certificado advindo da Organização Mundial da Saúde, OMS, uma certificação de área de livre circulação do vírus. Porém em 2022 o órgão que monitora a circulação dos vírus mostrou que o Brasil possui alto risco de um surto da doença.

Desde 2016 as coberturas vacinais no Brasil vêm caindo, diz o ministério da Saúde. Segundo o diretor do departamento de imunizações do Ministério da Saúde, Eder Gatti, “Até o momento, não temos nenhum caso identificado no Brasil. Desde 2016, as coberturas vacinais elas estão caindo não só para as vacinas contra a poliomielite e isso coloca o Brasil numa situação de vulnerabilidade muito grande”.


A ministra da Saúde Nísia Trindade no lançamento da campanha para vacinação (Foto: Reprodução/Twitter/@MinisteriodaSaude)


Segundo dados do Sistema Único de Saúde brasileiro, o SUS, a taxa de vacinação para a Poliomielite nos estados brasileiros, principalmente da região norte está baixa. No estado do Amapá se tem a taxa mais baixa da região, com 51,62% de cobertura vacinal. Já no Amazonas o número chega a 76,69%, o ideal seria 95%. O estado do amazonas possui uma geografia bem complexa e bastante aldeias indígenas e colônias de pescadores distantes dos grandes centros, sendo de difícil acesso, porém existem equipes do Ministério da Saúde que buscam a atualização da vacinação indo de casa em casa a esses locais.

No último dia 20 de abril, a ministra da Saúde Nísia Trindade participou do lançamento de uma campanha para a vacinação infantil, contra várias doenças, entre elas a Poliomielite.

Foto Destaque: Vacinação contra a Poliomielite é recomendada em crianças da região norte do Brasil. Reprodução/Twitter.





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *