OMS anuncia fim da epidemia de ebola em Uganda – Notícias

[ad_1]


A OMS (Organização Mundial da Saúde) e a ministra da Saúde do Uganda anunciaram nesta quarta-feira (11) o fim da epidemia de ebola nesse país africano, menos de quatro meses após o seu início e com o registro de 55 mortes.


“Conseguimos controlar a epidemia de ebola em Uganda”, disse a ministra da Saúde, Jane Ruth Aceng, em uma cerimônia em Mubende, o epicentro da epidemia.


De acordo com os critérios da OMS, considera-se que um surto terminou quando nenhum novo caso foi registrado por 42 dias consecutivos, o dobro de dias que leva para a doença incubar.


O surto foi declarado em Mubende no dia 20 de setembro do ano passado e, posteriormente, se espalhou por todo o país da África Oriental, que tem 47 milhões de habitantes.


Atualmente, não há vacina para a doença, mas três imunizantes experimentais estão sendo testados no país. Uganda sofreu sete surtos de ebola, cinco deles causados pela chamada cepa “sudanesa”, disse a ministra da Saúde, acrescentando que a origem do surto de setembro passado “ainda é desconhecida”.


“Eu elogio Uganda por sua resposta robusta e abrangente que resultou na vitória de hoje contra o ebola”, disse o chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em um comunicado.


O que é o ebola?

undefined


O ebola é uma febre hemorrágica viral muitas vezes fatal. Deve o seu nome a um rio na República Democrática do Congo (RDC), onde foi descoberto, em 1976.


Uganda sofreu seis surtos da doença, o último havia sido em 2019. Quatro deles foram causados pela chamada cepa sudanesa.


O vírus é transmitido por fluidos corporais. Seus sintomas habituais são febre, vômitos, sangramento e diarreia.


As pessoas infectadas tornam-se contagiosas após o início dos sintomas, num período de incubação de 2 a 21 dias.


A doença tem seis cepas, três das quais já causaram grandes epidemias.


As epidemias são difíceis de conter, especialmente nas áreas urbanas.


Conheça as 20 piores dores que o ser humano pode sentir


[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *