Para Barroso, ‘Perdeu, mané’ foi uma reação ‘singela’


O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), considerou “singela” a resposta que deu a um apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL), em Nova Iorque. Na ocasião, o magistrado disse “Perdeu, mané, não amola”, ao ser interpelado sobre se as Forças Armadas terão acesso ao código-fonte das urnas eletrônicas.

“Tive uma singela reação, nem de longe próxima ao nível das violências sofridas”, declarou Barroso, em entrevista à coluna da Mônica Bergamo, na quinta-feira 17. “É lamentável que algumas pessoas critiquem apenas a violência daqueles que não gostam, considerando legítima a selvageria de seus adeptos.”

Segundo o magistrado, sua declaração foi em resposta aos manifestantes “selvagens” que “gritavam palavrões e ofensas”. “Eles tentaram quebrar os vidros da van em que estávamos”, explicou o ministro do STF. “Além disso, eles invadiram o telefone de minha filha com grosserias e ameaças.”

O apoiador do presidente Bolsonaro registrou o momento em um vídeo que está circulando nas redes sociais. Nas imagens, é possível ver que, inicialmente, o homem direciona a pergunta ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral, o ministro Alexandre de Moraes, que aparece acompanhado da mulher, enquanto caminha à frente de Barroso.

Entre 14 e 15 de novembro, Barroso esteve nos EUA para palestrar na Lide Brazil Conference — do ex-governador de São Paulo João Doria.





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *