Partido Comunista designa veterano político como candidato presidencial nas eleições da Rússia – Notícias



O Partido Comunista Russo designou Nikolai Kharitonov, veterano da cena política e já candidato em 2004, como candidato às eleições presidenciais de março de 2024, nas quais o presidente Vladimir Putin é o favorito.


“A candidatura de Jaritonov em votação secreta foi apoiada pela grande maioria dos participantes no Congresso” do partido, organizado perto de Moscovo, afirmou o secretário do Comité Central, Alexandre Iushchenko, citado pela agência noticiosa Interfax.


No papel, o Partido Comunista da Federação Russa (PCRF) é uma das formações de oposição parlamentar, mas na realidade apoia as políticas do Kremlin.



“O nosso papel é fortalecer o povo durante a campanha eleitoral para que haja vitória em todas as frentes”, disse Kharitonov aos jornalistas, referindo-se ao conflito na Ucrânia.


Na verdade, seu programa se chama “Victoria”, disse ele.


• Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu Whatsapp

• Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

• Compartilhe esta notícia pelo Telegram

• Assine a newsletter R7 em Ponto


Aos 75 anos, Jaritonov é um rosto conhecido na política, deputado na Duma desde 1993 e membro do Partido Comunista desde 2008. Está sujeito a sanções europeias, americanas e canadianas desde a ofensiva russa na Ucrânia.


Foi candidato presidencial em 2004 e obteve 13,69% dos votos contra Putin, sendo então reeleito pela primeira vez.



O líder do PCRF, Gennadi Zyuganov, de 79 anos, não concorrerá desta vez às eleições, depois de o ter feito em 1996, 2000, 2008 e 2012.


Vários candidatos próximos de Vladimir Putin já foram validados pela Comissão Eleitoral antes das eleições presidenciais marcadas para 15 e 17 de março.


O presidente do partido nacionalista “União Popular”, Sergei Baburin, de 64 anos e ex-vice-presidente da Duma, anunciou que se candidataria, já o tendo feito em 2018.


Grigori Yavlinsky, figura proeminente da intelectualidade e fundador do partido liberal Yábloko, declarou no sábado num vídeo publicado no YouTube que o seu partido não apresentaria candidato.


A Comissão Eleitoral Russa descartou a candidatura da jornalista e antiga vereadora municipal Ekaterina Duntsova, que defende a democracia e o fim da ofensiva na Ucrânia, alegando “erros nos documentos” para o seu registo.


Em março, Vladimir Putin procura um novo mandato de seis anos, que lhe permitirá permanecer no Kremlin pelo menos até 2030.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *