Partido Republicano pede a Fauci que testemunhe na investigação sobre covid


Congressistas republicanos solicitaram que diversas autoridades médicas sejam ouvidas no Parlamento para que se dê início a uma nova investigação sobre as origens da pandemia de covid-19. Entre aqueles que foram requisitados estão Anthony Fauci, ex-conselheiro presidencial de Saúde de Joe Biden, além do ex-diretor do Instituto Nacional de Saúde (NIH, na sigla em inglês), Francis Collins, e o presidente da ONG EcoHealth Alliance, Peter Dr. Daszak.

Em novembro de 2022, Fauci disse que cooperaria com qualquer audiência ou iniciativa de supervisão na Câmara liderada pelo partido de Donald Trump. Portanto, os líderes do Partido Republicano responsáveis pelo Subcomitê da Pandemia de Coronavírus e pelo Comitê de Supervisão e Responsabilidade encaminharam uma carta ao ex-conselheiro solicitando uma entrevista transcrita.

“Se houver audiências de supervisão, cooperarei totalmente e testemunharei perante o Congresso”, disse Fauci quando questionado se testemunharia em uma investigação sobre a origem da covid. “Não tenho problemas em testemunhar — podemos defender e explicar tudo o que dissemos.”

Um dos testemunhos que prometem maior tensão é o do doutor Peter Daszak, presidente da EcoHealth Alliance. A ONG forneceu financiamento, originário do NIH, ao Instituto de Virologia de Wuhan para estudar os coronavírus.

Fauci e Collins, diretor do NIH, sustentam que a origem do vírus é animal. Segundo os cientistas, a covid começou nos morcegos e contaminou os humanos através de algum animal intermediário.

“As vastas evidências dizem que não [houve manipulação humana], este foi um vírus de ocorrência natural”, disse Collins, ao programa Squawk Box, da CNBC, em 2021. “Não quer dizer que não poderia estar sendo estudado secretamente no Instituto de Virologia de Wuhan e saiu de lá, não sabemos disso. Mas o vírus em si não tem a marca de ter sido criado intencionalmente pelo trabalho humano.”

Brad Wenstrup, congressista republicano, médico pediatra e presidente do Subcomitê da Pandemia de Coronavírus, afirmou que a investigação deve começar a responder onde e como esse vírus surgiu, para que “possamos tentar prever, preparar ou impedir que aconteça novamente”.

O deputado James Comer, presidente do comitê de supervisão, disse que os republicanos vão “seguir os fatos” e “responsabilizar os funcionários do governo dos EUA que participaram de qualquer tipo de acobertamento”.





Source link