resistência de pais vacinarem seus filhos cresce em 56%

[ad_1]

Na última segunda-feira (09/01), foi publicado na revista Nature um levantamento realizado pelo Instituto Global de Saúde de Barcelona (ISGlobal), que demonstrou que a dúvida de pais vacinares seus filhos contra a Covid- 19 aumentou em 56,3% entre os anos de 2021 e 2022.

A pesquisa analisou dados de 23 países com mais de 60% da população mundial, entre eles, o Brasil.

No Brasil, a resistência dos pais em levarem seus filhos para vacinar contra a Covid-19 aumentou de 8,7% em 2021 para 13,6% em 2022. Os dados ajudam a explicar a baixa cobertura vacinal contra o Coronavírus em crianças brasileiras.

Já em outros países a vontade dos pais para vacinarem seus filhos contra a Covid-19 aumentou em 2021, mesmo quando ainda não havia aprovação dos imunizantes para menores. Em 2022, a disposição dos pais em vacinar seus filhos passou de 67,6% para 69,5%.

o ISGlobal na pesquisa, demosntrou que, apesar da aceitação pelos pais da vacina de forma geral ter aumentado em 5,2% entre 2021 e 2022, alguns países estão na contramão da tendência. São oito países, entre eles, está o Brasil, Turquia, México, Gana, China, África do Sul e o Reino Unido.

Lembrando que desde o início da pandemia, 3.562 crianças no Brasil morreram devido a Covid-19, tendo sido notificado o total de 57.388 casos em crianças e adolescentes de até 19 anos. Em 2022, foram de 850 mortes. As informações são de uma nota técnica divulgada pelo Ministério da Saúde na última segunda-feira (09/01). O boletim informativo leva em consideração dados de até o início de dezembro de 2022.


Foto: Ministério da Saúde  Reprodução/Instagram


A nota esclarece e reforça a importância da vacinação contra a Covid-19 completa em crianças. Apesar de apresentarem um menor risco para a contaminação pelo Coronavírus, elas não estão isentas de desenvolverem formas graves da doença.

 

Foto destaque: Ministério da Saúde  Reprodução/Instagram



[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *