Roberto Kalil, Ludhmila Hajjar e Miguel Srougui irão atuar na transição da Saúde no Governo


Após a eleição, no dia último dia 30, iniciou-se a transição do governo, liderada pelo vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), para organizar as documentações necessárias para a mudança de governo de Jair Bolsonaro para Lula.

O período de transição tem como objetivo ajudar o governo eleito a reunir as informações e dados necessários para a organização das ações do governo sucessor.

Até a oficialização dos nomes que iriam compor a equipe, houve diversas especulações acerca de quem seria escolhido para realizar o processo de transição do governo Lula.


Havia a expectativa de que os nomes fossem anunciados nessa segunda (14), mas não ocorreram (Foto: Reprodução/ G1)


Recentemente, Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde que compõe a equipe de transição, informou que Geraldo Alckmin convidou os médicos Roberto Kalil, Miguel Srougi e Ludhmila Hajjar para integrarem a equipe de transição.

Os três médicos teriam aceito o convite, no entanto, apesar da expectativa de que Alckmin realizasse o anúncio nesta segunda (14), até agora as informações não foram oficializadas.

Ludhmila foi convidada anteriormente por Jair Bolsonaro para substituir Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde, mas não aceitou o convite por não haver “convergência técnica” entre ela e Bolsonaro.

Kalil é médico de Lula e já havia coordenado, a pedido do presidente eleito, a organização de uma comissão de assessoramento na área da saúde, no mesmo grupo em que Srougi também fazia parte.

 

Foto Destaque: Médicos Roberto Kalil, Miguel Srougi e Ludhmila Hajjar são convidados para integrar a equipe de transição do governo Lula (PT) (Foto/ Reprodução: G1)





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *