Saúde reforça importância de completar ciclo vacinal contra a covid-19

[ad_1]

Após iniciar no início do mês a vacinação com os imunizantes bivalentes a grupos prioritários, o Ministério da Saúde voltou a reforçar a importância de se completar o ciclo vacinal a toda população. Após o carnaval, os casos da Covid-19 voltaram a ter uma subida, porém sem reflexos nos números de mortes.

Essa nova campanha do Ministério da Saúde tem o objetivo de aumentar o índice da cobertura vacinal no país. Em paralelo com essa campanha de vacinas monovalentes, se mantém a campanha com a vacina Bivalente. Nesse momento, apenas pessoas elegíveis estão aptas a esse imunizante, porém nos postos de saúde, quem ainda não tomou nem a terceira e nem a quarta dose da vacina monovalente, poderá ir ao mesmo e completar o seu ciclo vacinal.

Especialistas da FIOCRUZ afirmam que a imunização com as 4 doses ajudam a manter o organismo com a memória imunológica alta contra a Covid-19. Estudos feitos pelo órgão com cerca de 1,5 mil pessoas, mostram que após 6 meses da imunização com apenas a segunda dose, os anticorpos caem e com isso há possibilidades de ocorrer casos mais graves nessas pessoas, porém com o reforço há um aumento considerável contra o coronavírus.


Presidente Lula dando exemplo ao ser vacinado pelo seu vice Alckmin aos olhares de Zé Gotinha – (Foto: Reprodução/Instagram/@Minsaude)


Isso significa, que para reduzirmos riscos individuais e coletivos, é ter a vacinação em dia. Por conta das vacinas é que a Covid-19 se encontra em um momento de controle mundial, apesar do surgimento de novas variantes. É importante salientar que, apesar das vacinas monovalentes, que foram feitas com a Cepa original do Sars-Covid, protejam menos para a variante ômicron, elas ajudam na redução do risco de hospitalização e morte.

A previsão do governo federal é que a partir do fim do mês de março ou início de abril de 2023, haja uma expansão das vacinas bivalentes a toda população acima dos 12 anos de idade.  

Foto destaque: Vírus da Covid-19. Reprodução/Twitter.



[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *