Senador critica política econômica e diz que governo não quer cortar gasto


O senador e presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), Vanderlan Cardoso (PSD-GO)
O senador e presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), Vanderlan Cardoso (PSD-GO)| Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senad

O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, Vanderlan Cardoso (PSD-GO), criticou o andamento da política econômica e disse que o governo Lula não quer cortar gastos, mas quer aumentar a arrecadação com impostos. A declaração foi dada durante entrevista concedida ao Poder360, nesta sexta-feira (15).

“Os sinais que estão dentro do governo do presidente Lula é de que não está com essa vontade [de cortar gastos]. A vontade está mais para arrecadar. Tanto é que nós entregamos a reforma tributária, foi aprovada, agora vamos começar a nos debruçar sobre as Leis Complementares, mas nesse período só teve aumento de impostos. Aumentar a arrecadação só com aumento de impostos não é justo, também não é normal. O governo precisa fazer o dever de casa e diminuir também os gastos”, afirmou o senador.

Na avaliação do parlamentar, a reforma tributária deverá ser totalmente regulamentada neste ano de 2024, mesmo com o ritmo do Congresso diminuindo no segundo semestre por conta das eleições municipais.

O senador também destacou a queda na produção industrial, registrada no começo deste ano, como uma consequência da insegurança jurídica criada por decisões tomadas pelo governo em relação à política econômica no ano passado.

“Estamos vendo aí, já foi noticiado que no mês de janeiro a produção industrial caiu e ela vinha aumentando. Por que está havendo queda? Porque muitos investidores, principalmente nesses estados onde tem subvenção (que é um incentivo fiscal), muitos empresários deixaram já de investir ou estão esperando mais para ver qual que será o reflexo, mas muitos setores já passaram aumento devido a essa questão da subvenção e alguns estão judicializando… Então, cada empresa está buscando a melhor maneira de sair desse aumento, que é grande. Isso gera insegurança jurídica, não é bom para o país. Por outro lado, estamos vendo estados aprovando aumento de ICMS com base na reforma tributária […] Aumentou ICMS, aumentou imposto federal, o que é que acontece? Aumento da inflação”, disse o senador.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *