Stihl completa meio século de Brasil com faturamento recorde


A Stihl investirá R$ 210 milhões na expansão do centro de pesquisa, desenvolvimento e inovação e do centro logístico, localizados na sede em São Leopoldo

Em 2023, a Stihl comemora 50 anos de produção no Brasil. Em 1973, deu-se início a operação fabril da empresa alemã no país, em instalações ainda provisórias no centro de São Leopoldo (RS), cidade escolhida em razão da colonização e forte presença germânica na região, bem como dos esforços da administração municipal responsável na época. A organização registrou, no ano passado, o maior faturamento da história cinquentenária: R$ 3,2 bilhões, o que representa um crescimento de 12,3% em relação ao exercício de 2021. Além disso, também teve um avanço de vendas de 4,5%, no mesmo período comparativo.

Líder do mercado nacional de ferramentas motorizadas portáteis, a companhia emprega, atualmente, mais de 3,7 mil colaboradores e possui mais de 4,9 mil pontos de vendas em todo o território brasileiro. A fábrica localizada em São Leopoldo (RS) produz ferramentas que abastecem o território brasileiro e são exportadas para mais de 70 países no mundo todo. Além dos produtos de fabricação nacional, comercializa também diversos itens importados de outras unidades do grupo, distribuídos através de três Centros de Distribuição, o primeiro localizado na própria sede gaúcha; o segundo em Jundiaí, em São Paulo, inaugurado em 2020; e o terceiro e mais recente em Benevides, no Pará. Para 2023, a organização prevê 18 novos lançamentos de produtos e investirá mais de R$ 210 milhões para ampliação da capacidade produtiva.

“A matriz alemã possui plena confiança no trabalho realizado no Brasil e os resultados ilustram essa relação. Pensamos os nossos movimentos a longo prazo, desta forma, estruturando os movimentos necessários para o futuro da companhia no Brasil e na América Latina”, relata o presidente da empresa, Cláudio Guenther. Para buscar o crescimento futuro, visando novos negócios e a adequação da empresa para a transformação digital alinhados com as expectativas dos consumidores, a estrutura organizacional foi revisada. “Qualificar pessoas sempre foi um dos compromissos da marca, tanto com público interno quanto com nossos revendedores e seguimos nessa orientação, oportunizando inclusive experiências internacionais por meio do programa de job rotation e também transferências de alguns profissionais para assumir novas posições dentro do grupo”, destaca Guenther.

Dando sequência no pacote de investimentos para desenvolvimento da estrutura com foco no bem-estar dos colaboradores, de equipamentos, da capacidade produtiva e de novas tecnologias para inovação, a Stihl investirá R$ 210 milhões na expansão do centro de pesquisa, desenvolvimento e inovação e do centro logístico, localizados na sede em São Leopoldo (RS). A expectativa de conclusão da expansão é para o final de 2023. A ampliação irá aumentar a quantidade de cabines de testes para validação e criação de sistemas, para motores a combustão, para motores a bateria, inclusive, com salas específicas para prototipagem e inovação, que contarão com modernos equipamentos de impressão 3D de metal, areia e polímeros. “Também serão instalados laboratórios para pesquisas de materiais e tribologia [ciência do desgaste, atrito e lubrificação] para sempre aumentar a qualidade dos produtos”, explica Guenther.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *