Talibã prende professor que defendeu direito de educação das mulheres – Notícias





O regime Talibã prendeu e agrediu um professor que criticou na televisão o veto à educação universitária imposto às mulheres, anunciou um dos auxiliares do educador.


Em dezembro, Ismail Mashal provocou polêmica ao rasgar os próprios diplomas durante uma entrevista a um dos mais importantes canais privados do país, como forma de defender o direito das mulheres a cursar o Ensino Superior.


Nos últimos dias, emissoras de televisão mostraram Mashal – que pediu demissão de três universidades particulares de Cabul – com um carro repleto de livros para distribuir aos moradores da cidade.


“Mashal foi espancado impiedosamente e levado de maneira muito desrespeitosa por membros do Emirado Islâmico” (nome oficial do regime Talibã), declarou à AFP Farid Ahmad Fazli, assistente do professor.





Uma fonte do governo confirmou a detenção.


“O professor Mashal estava envolvido há algum tempo em ações provocativas contra o sistema”, tuitou Abdul Haq Hammad, diretor do Ministério da Informação e Cultura.


Em uma sociedade profundamente conservadora e patriarcal como a do Afeganistão é incomum ver um homem defendendo os direitos das mulheres.


O Talibã prometeu, quando retornou ao poder em agosto de 2021, um regime mais flexível que o exercido em seu primeiro período no poder (entre 1996 e 2001), mas o governo impôs duras restrições às mulheres – que foram de fato afastadas da vida pública.






Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *