Tempestade Ciaran deixa um morto e provoca rajadas de vento recordes na França – Notícias

[ad_1]


A tempestade Ciaran levou ventos recordes de quase 200 km/h ao norte da França, onde deixou um morto, e acendeu o alerta em muitas regiões da Espanha e no sul da Inglaterra nesta quinta-feira (2). Cerca de 1,2 milhão de lares ficaram sem eletricidade durante a noite, 780.000 na região da Bretanha (a oeste).


No departamento de Aisne, ao leste de Paris, a queda de uma árvore sobre um caminhão causou a morte do motorista, informaram os serviços de emergência à AFP.


“As rajadas de vento são excepcionais na Bretanha e muitos recordes foram batidos”, anunciou o serviço meteorológico nacional Meteo-France na rede social X (antigo Twitter). 


Ventos de 193 km/h foram registrados na cidade de Plougonvelin, no extremo da costa noroeste, enquanto na cidade portuária de Brest, na Bretanha, foram registradas rajadas de 155 km/h.


Na Espanha, a região mais afetada foi o noroeste da península, onde as autoridades pediram aos cidadãos para redobrar os cuidados. 


Algumas áreas da região da Galícia estavam nesta manhã em nível de alerta vermelho, o que indica risco extremo, diante dos fortes ventos, principalmente na costa.


Os serviços de emergência das Astúrias contabilizaram mais de 70 incidentes relacionados ao fortes ventos, a maioria por bloqueios nas estradas causados por quedas de árvores, mas que não registraram danos materiais ou feridos.


A circulação de alguns trens foi interrompida em regiões do litoral norte.


Na França, 16 pessoas ficaram feridas, incluindo uma de forma grave e sete bombeiros, indicou o ministro do Interior, Gerarld Darmanin, no X.


Três departamentos franceses — Finistère, Cotes-d’Armor e Manche — estavam em alerta vermelho por tempestades, o nível mais alto, durante a madrugada, no entanto, na manhã de quinta progrediu para o laranja.


“Não dormi muito, a noite passada foi violenta, nunca vi nada igual. Há árvores caídas por toda parte”, disse à AFP Yves Robin, prefeito de Porspoder, em Finistère.


Em Pas-de-Calais, as autoridades indicaram que abririam os ginásios e vários centros de acolhimento para os migrantes que chegam à região com a esperança de atravessar para o Reino Unido.


Na manhã desta quinta, a tempestade seguiu para a Inglaterra. Na Cornualha (sul), grandes ondas impulsionadas por ventos de 135 km/hora se formaram na costa e centenas de escolas da região permaneceram fechadas.


Na ilha de Jersey, no canal da Mancha, os moradores tiveram que ser evacuados para hotéis durante a noite, já que os ventos de até 164 km/hora danificaram casas, segundo a imprensa local.


A Holanda também alertou para fortes ventos de até 100 km/h e recomendou que o deslocamento para o trabalho fosse evitado, além de cancelar 206 voos no aeroporto Schiphol, em Amsterdã.


A Eurostar, que opera trens entre Holanda, Bélgica, França, Alemanha e Reino Unido, alertou que o tráfego “poderia ser perturbado” e aconselhou os passageiros a adiarem suas viagens, se possível.

[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *