Teórico de conspiração Alex Jones pede falência nos EUA – Notícias



O teórico da conspiração americano Alex Jones, condenado a pagar quase 1,5 bilhão de dólares após ter negado o massacre em uma escola, declarou-se em falência nesta sexta-feira (2), segundo documentos judiciais aos quais a AFP teve acesso.


Jones, um ativista de extrema direita americana, apresentou um pedido de falência a um tribunal do Texas, depois que, em julho, já havia solicitado a falência de sua empresa, Free Speech Systems.


Caso o tribunal aprove o seu pedido, seus bens serão congelados e a penhora será interrompida.


Em 2012, um jovem armado com um rifle semiautomático matou 20 crianças e 6 adultos na escola primária Sandy Hook, em Newton, Connecticut (nordeste).



Na época, Alex Jones afirmou, através do site Infowars, que o massacre foi uma encenação dirigida por opositores das armas de fogo e que os pais das crianças assassinadas eram “atores”.


A teoria circulou pela internet, e diversos familiares das vítimas apresentaram uma denúncia por difamação. Asseguraram que os seguidores de Alex Jones os estavam assediando.


Jones acabou reconhecendo publicamente que a chacina realmente aconteceu, mas foi condenado em dois julgamentos a pagar quase 1,5 bilhão de dólares em multas ou danos e prejuízos.



Nos documentos enviados ao tribunal do Texas, Jones afirma possuir dívidas milionárias.


O alcance exato de sua fortuna foi alvo de muita especulação, e os julgamentos mostram que ele se aproveitou de sua notoriedade nos círculos conspiratórios para vender todo tipo de produto na internet.


Atualmente, Jones está proibido de publicar no Twitter, mas continua presente no Infowars e em manchetes, como sua entrevista de quinta-feira com o rapper Kanye West, na qual o artista fez apologia de Adolf Hitler.




Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *