Uganda realizará novos bloqueios após aumento de casos de Ebola


no que o país enfrenta um surto de Ebola, após o aumento de casos no distrito aumentarem depois que um caso da nova cepa ser identificado no Sudão.

A Uganda já enfrentou quatro surtos de Ebola, o mais mortífero deles, ocorreu em 2000 e deixou mais de 200 pessoas mortas.

O Ebola é uma doença mortal e bastante rara que afeta humanos e animais primatas, é causada por um vírus que se espalha por meio do contato com fluidos corporais, como afirma o CDC – Centro de Controle e Prevenção de Doenças – dos EUA.


Uganda já enfretou outros 3 surtos de Ebola anteriormente, o mais graves dele chegou a matar mais de 200 pessoas (Foto: Reprodução/BBC)


A doença causa sintomas como dores na cabeça, febre, inflamação na garganta, dores no corpo e cansaço, esses sinais podem evoluir para diarreias, vômitos, náuseas e coceiras, podendo causar problemas graves nos rins, hemorragias e convulções.

O Ebola não tem cura e nenhuma vacina foi aprovada até entã,o apesar dos estudos dedicados ao desenvolvimento de um imunizante.

Yoweri declarou o bloqueio de três semanas nos distritos de Kassandra e Mubende, considerados de alto risco, apesar do toque de recolher, saunas, academias, bares e locais de culto permanecerão abertos.

 

Foto Destaque: Presidente da Uganda anuncia bloqueios em distritos considerados de alto risco (Foto: Reprodução/Exame)





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *