Vai viajar? Cuidados que as pessoas devem ter ao levar medicamentos em viagens


Pode levar remédios em viagens?

Primeiramente, pode sim levar medicamentos em viagens, porém é recomendável seguir algumas orientações. A principal delas é ter uma cópia da prescrição médica dos medicamentos, preferencialmente em inglês ou no idioma do país visitado. 

Além disso, deve-se levar apenas a quantidade necessária para o período da viagem e manter os medicamentos em suas embalagens originais, com informações claras da prescrição visíveis. 

Ter a nota fiscal dos remédios pode ser útil, especialmente para comprovar a necessidade do uso. Se possível, tenha informações sobre os medicamentos em inglês, incluindo o nome genérico e a dosagem.

Para medicamentos controlados, verifique as regulamentações específicas do país de destino, pois algumas nações podem ter restrições mais rigorosas. 

Certifique-se de armazenar os medicamentos adequadamente, especialmente se precisarem de refrigeração, utilizando bolsas térmicas ou embalagens especiais. 

Em muitas situações, o serviço de câmara fria pode não estar disponível, o que torna essencial que fármacos sensíveis ao calor sejam devidamente acondicionados em recipientes térmicos durante a viagem.

Além disso, ao transportar itens como agulhas, seringas (utilizadas, por exemplo, para a aplicação de insulina) e broncodilatadores, como as conhecidas bombinhas de asma, é fundamental observar as limitações estabelecidas pelas autoridades. 

Nesses casos, é prudente apresentar a prescrição médica sempre que solicitado, garantindo a conformidade com as normas e assegurando que esses itens essenciais para a saúde sejam transportados de maneira segura e sem contratempos durante a viagem.

Alguns países podem exigir que você declare os medicamentos na alfândega, por isso esteja ciente das regulamentações locais e esteja preparado para fornecer informações sobre os medicamentos, se necessário. 

Em caso de dúvida, é aconselhável verificar as regulamentações específicas do país que está visitando, consultando a embaixada ou consulado para obter informações atualizadas sobre a importação de medicamentos.

Leia mais: Salbutamol: o que é e como age a bombinha para tratar asma? 

Pode levar remédio na bagagem de mão?

A permissão para levar remédios na bagagem de mão durante viagens aéreas é assegurada, contudo, aqui também devem ser seguidas as regras de transporte, como fármacos em suas embalagens originais e apresentar a prescrição médica.

No que diz respeito a medicamentos em estado líquido, assim como géis, sprays, pastas e cremes, existem alguns limites de líquidos em voos. Geralmente, esses produtos devem permanecer em suas embalagens originais de até 100mL. 

Essa medida tem como objetivo garantir a segurança e conformidade com as normativas de transporte aéreo, ao mesmo tempo em que possibilita o acesso necessário a tratamentos médicos durante o percurso.

Como armazenar medicamentos para viajar   

Outro ponto que deixa muita gente em dúvida é na hora do armazenamento adequado de medicamentos durante uma viagem. E para preservar a integridade dos remédios durante o transporte é interessante seguir algumas dicas.

É aconselhável manter os medicamentos fechados em suas embalagens originais, para  facilitar a identificação e também para garantir que estejam devidamente rotulados com informações essenciais, como posologia e instruções de uso.

Em situações em que os medicamentos necessitam ser mantidos em uma faixa específica de temperatura, como no caso da insulina, é recomendável providenciar uma bolsa térmica ou uma caixa de isopor. 

Para manter a temperatura interna, o uso de gelo químico também é indicado. No caso da caixa de isopor, é fundamental garantir que esteja bem tampada, contribuindo assim para a estabilidade térmica necessária.

Leia mais: Armazenar medicamentos em casa: qual a forma correta? 


Quando se trata de viajar com medicamentos, é importante adotar precauções para garantir uma jornada segura e tranquila, especialmente em destinos internacionais. Antes de partir, é altamente recomendável pesquisar antecipadamente as regulamentações específicas do local de destino. 

Diferentes países podem impor restrições particulares à importação de determinados medicamentos, e estar ciente dessas regulamentações é essencial para evitar problemas durante a viagem. 

Recomenda-se criar uma lista completa dos medicamentos necessários, incluindo informações detalhadas, como dosagem e prescrição médica. Manter cópias das prescrições médicas originais, embalagens legíveis e, se necessário, traduções para o idioma local são práticas essenciais. 

Além disso, é vital verificar se os medicamentos que está levando não estão na lista de substâncias proibidas do destino para garantir uma viagem segura e sem complicações.

Gostou do texto? Então não deixe de acompanhar os conteúdos produzidos pelo Minuto Saudável, seja aqui no portal ou em nossas redes sociais.




Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *