Vale do Pinhão define as 12 startups finalistas do Pitch Live deste ano


O tema da disputa deste ano – soluções para cidades inteligentes – foi escolhido em consonância com outro importante evento sediado na capital paranaense, o Smart City Expo Curitiba 2023, entre os dias 22 e 24 de março, e faz parte das comemorações dos 330 anos de Curitiba

A quarta edição do Pitch Live Vale do Pinhão teve, na noite desta terça-feira (7), a divulgação das 12 startups brasileiras finalistas da disputa que vai entregar R$ 30 mil em prêmios aos vencedores. Classificaram-se as startups b2bhotel, Delivery das Favelas, Earth Renewable Technologies, ezbike, Fazendas Bioma, Human Robotics, Keep Charged, Myniver, Papoom, Smart Tour Brasil, Tech Girls e Trashin, dentre as 24 startups selecionadas para a fase eliminatória, disputadas em duas “trips”, na segunda-feira (6) e terça-feira (7). A final será disputada em 20 de março, com uma nova rodada de pitches para um júri especializado, que vai escolher o modelo de negócio com soluções para smart cities (cidades inteligentes). A grande vencedora vai receber R$ 20 mil. A final será realizada no formato presencial, no auditório da FAE Business Scholl, a partir das 19h, com transmissão online pela página do Vale do Pinhão no YouTube.

“Vimos um alto nível de comprometimento das startups em criar soluções que contribuam com a qualidade de vida das pessoas nas cidades inteligentes em diferentes setores e será um grande desafio escolher o vencedor”, disse a presidente da Agência Curitiba de Inovação e Desenvolvimento, Cris Alessi. O Pitch Live Vale do Pinhão é uma das ações da Agência Curitiba de Inovação e Desenvolvimento que fomentam o Vale do Pinhão, ecossistema de inovação idealizado pela Prefeitura de Curitiba, e possibilitaram à capital paranaense se tornar, em 2022, o segundo melhor ecossistema de startups do Brasil. Desde sua primeira edição, 176 startups já foram impactadas participação no Pitch Live.

As startups finalistas
Entre os finalistas, estão startups de cinco cidades, de quatro estados. O tema da disputa deste ano – soluções para cidades inteligentes – foi escolhido em consonância com outro importante evento sediado na capital paranaense, o Smart City Expo Curitiba 2023, entre os dias 22 e 24 de março, e faz parte das comemorações dos 330 anos de Curitiba. Quatro das startups finalistas apresentaram em seus pitches soluções inteligentes para as cidades na área de governo (mobilidade, sustentabilidade ambiental e empregabilidade); duas, inovações para o turismo; quatro, para o varejo e uma no setor de agricultura familiar. Nesta quarta-feira (8), as startups finalistas vão escolher um mentor dentre os que se inscreveram para o Pitch Live, e, até o dia da final, vão passar por mentorias para melhorar seu pitch. O mentor da startup campeã recebe premiação de R$ 5 mil.

Saiba mais sobre as 12 startups finalistas do Pitch Live Vale do Pinhão 2023:

b2b hotel (Curitiba- PR) – Faz gestão, controle e organização do processo de contratação de mão de obra extra e CLT para hotéis e mercado de food service.

Delivery das Favelas (Duque de Caxias-RJ) – Gerando renda e inclusão social, a startup pretende transformar a maneira de pedir e receber o que quiser e de onde estiver.

Earth Renowable Technologies (Curitiba-PR) – Desenvolve bioplásticos renováveis, biodegradáveis e compostáveis, contribuindo para a substituição dos plásticos convencionais.

ezbike (Curitiba-PR) – Apaixonados por inovação, tecnologia e sustentabilidade, oferece soluções nacionais para micromobilidade, eletromobilidade e mobilidade urbana.

Fazendas Bioma (Joinville-SC) – Uma rede de fazendas verticais conectadas na nuvem para produção de microverdes em qualquer local.

Human Robotics (Curitiba-PR) – A proposta auxilia empresas a melhorar sua produtividade e eficiência usando robótica e inteligência artificial.

Keep Charged (Curitiba-PR) – Aplicativo de geolocalização que mapeia pontos de carregamento.

Myniver (Curitiba-PR) – A startup transforma os usuários aniversariantes em uma máquina de vendas.

Papoom (Curitiba-PR) – A startup é um marketplace da favela.

Smart Tour Brasil (Florianópolis-SC) – Auxilia a gestão pública do turismo com dados, informações e insights em tempo real para a implantação e monitoramento de Destinos Turísticos Inteligentes (DTIs).

Tech Girls (Curitiba-PR) – ESGTech focada na empregabilidade em tecnologia e geração de renda por meio de ensino de software, hardware, comércio eletrônico e arte e reciclagem lixo-eletrônico.

Trashin (Porto Alegre-RS) – Gestão de resíduos e logística reversa. Atua na Educação Ambiental, coleta, destinação e a rastreabilidade dos resíduos. Por meio da economia local e circular, busca a valorização dos resíduos.



Source link