Vítima de violência doméstica é enforcada no Irã após ser condenada pela morte do marido – Notícias

[ad_1]


Uma mulher foi enforcada no Irã após ter sido declarada culpada pelo assassinato de seu marido, com quem foi obrigada a se casar na adolescência, denunciou nesta quarta-feira (20) um grupo de defesa dos direitos humanos.


Samira Sabzian, detida havia dez anos, foi executada na penitenciária de Ghezel Hesar, perto de Teerã, segundo a Iran Human Rights (IHR), organização com sede na Noruega.



A ONG afirma que essa mulher, que se casou aos 15 anos, era vítima de violência doméstica. Ela foi presa aos 19 anos.


A condenada tinha dois filhos, que voltou a ver na prisão, após uma visita organizada em dezembro, antes de sua execução, segundo a IHR.


• Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

• Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

• Compartilhe esta notícia pelo Telegram

• Assine a newsletter R7 em Ponto


“Samira foi vítima durante anos de um apartheid de gênero, de casamento infantil e de violência doméstica, e hoje é vítima da máquina da morte, corrupção e incompetência do regime”, afirmou Mahmood Amiry Moghaddam, diretor da IHR.


Grupos de direitos humanos alertaram para o aumento das execuções na República Islâmica neste ano, com ao menos 115 mortes apenas em novembro, segundo a Anistia Internacional.


A ONG apelou ao Irã para que não executasse a jovem, e Londres tentou, em vão, impedir a execução.


Míssil com helicóptero, centenas de tanques e drones suicidas mortais: Irã exibe poderio militar ao mundo


[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *